Grupo Delphi orienta empresas a se adequarem ao eSocial O Brasil possui mais de 12 milhões de pequenas e médias empresas, incluindo as microempresas individuais, segundo dados do Sebrae de 2017. Destas, cerca de Saiba mais »

Aliança Francesa de Niterói recebe exposição “Entre Pontos”, de Iriê Salomão, premiado no 5° Salão de Artes Visuais

O artista mineiro Iriê Salomão apresenta 12 obras na galeria de artes da Aliança Francesa de Niterói. Os trabalhos foram produzidos em tracejado, com bico de pena, e também aquarela. E mostram Saiba mais »

Canada​ à frente do sonho brasileiro de intercâmbio

Em meio à crise mundial de restrição migratória e difícil acolhimento a estrangeiros,​ o Canadá ​tem desta​que positivo ao abrir as portas para estudantes e trabalhadores em busca de novas oportunidades. O Saiba mais »

 

delphi site

Grupo Delphi orienta empresas a se adequarem ao eSocial

O Brasil possui mais de 12 milhões de pequenas e médias empresas, incluindo as microempresas individuais, segundo dados do Sebrae de 2017. Destas, cerca de 80% empregam funcionários. E a partir de julho deste ano, a rotina delas irá mudar com a entrada em vigor de uma nova fase do eSocial, do Governo Federal. O Grupo Delphi, especializado em Engenharia e Segurança do Trabalho, vem realizando palestras para orientar as empresas a se adequarem às novas exigências da plataforma, em especial sobre as informações e documentos de SST (Segurança e Saúde do Trabalhador).

Todas as empresas privadas, independente de seu faturamento, deverão transmitir informações trabalhistas, previdenciárias e tributárias, diretamente para o sistema. Através do ambiente virtual, as empresas terão que comunicar ao Governo, de forma unificada, os dados relativos aos trabalhadores (como vínculos, contribuições previdenciárias, folha de pagamento, comunicações de acidente de trabalho, aviso prévio, escriturações fiscais e informações sobre o FGTS) geridos pela INSS, Caixa Econômica, Receita Federal do Brasil e pelos Ministérios da Previdência Social e do Trabalho e Emprego.

 

Aliança Francesa de Niterói recebe exposição “Entre Pontos”, de Iriê Salomão, premiado no 5° Salão de Artes Visuais

AFN - Expo do Irie Salomao - Medo do escuro site

O artista mineiro Iriê Salomão apresenta 12 obras na galeria de artes da Aliança Francesa de Niterói. Os trabalhos foram produzidos em tracejado, com bico de pena, e também aquarela. E mostram desde suas inspirações em esculturas do mestre Aleijadinho, e a arte barroca de Minas Gerais, até azulejos que encantou Iriê na viagem que fez ao norte de Portugal. O ex-professor de história do Brasil desistiu de lecionar e passou a se dedicar à sua grande paixão, o desenho, em 2000, quando abriu um ateliê em Juiz de Fora, onde mora. As peças poderão ser conferidas até 4 de junho.

O artista já tinha visitado Niterói no ano passado, para a abertura do 5° Salão de Artes Visuais, parceria entre a Aliança Francesa de Niterói e o Instituto Cultural Germânico (ICG), do qual foi covencedor. “Encontrar um Salão desse naipe no Brasil é muito difícil e foi muito emocionante ganhar”, contou Iriê. Ele disse que outra boa surpresa da sua participação no evento é que não foi ele quem fez a própria inscrição. “Meu filho estuda artes em Portugal e ficou sabendo do Salão por um amigo francês. Ele me ligou para avisar que tinha me inscrito, e que deveria enviar algumas obras para Niterói”.

As inscrições para o próximo 6° Salão de Artes Visuais começam em 2 de maio, e são abertas para artistas de todo o país. O objetivo é incentivar a cultura na cidade de Niterói e em todo o Brasil. Serão selecionados dois vencedores, que terão suas obras expostas na galeria do ICG e da Aliança Francesa de Niterói.

Serviço: exposição “Entre Pontos”, de Iriê Salomão

A Aliança Francesa fica na Rua Lopes trovão, 52, 2° andar, Icaraí.

Visitação da exposição de 13/04 a 4/06. De segunda a sexta-feira, de 9 às 20h30 e sábado, de 9 às 12h.

Entrada franca. Classificação livre.

Mais informações: 2610-3966.

Canada​ à frente do sonho brasileiro de intercâmbio

egali-intercambio-blog-canada-banner-01

Em meio à crise mundial de restrição migratória e difícil acolhimento a estrangeiros,​ o Canadá ​tem desta​que positivo ao abrir as portas para estudantes e trabalhadores em busca de novas oportunidades. O programa canadense “Temporary Foreign Worker” (trabalhador estrangeiro temporário) inaugurou o ano de 2017 facilitando a renovação de vistos de trabalho e incentivando o ingresso de i​migrantes.